Arnold schwarzenegger!!

''Todos possuimos um grande poder interior. O poder é a alto-confiança. Há de fato uma postura para vence. você precisa se ver vencendo antes de vencer.

sábado, 27 de março de 2010

Treino de Arnold Schwarzenegger


O grande Arnold Schwarzenegger fazia algumas coisas de maneira errada. Por exemplo:
ele executava intermináveis séries de extensão para perna, achando que dessa maneira
aumentaria a definição. Roubava na rosca direta. Fazia abdominais no final dos treinos
para melhorar a qualidade da cintura. Às vezes prolongava seus treinos por mais de 2
horas seguidas, e até fazia isso mais duas vezes por dia, ou seja, 4 horas de treino!
Hoje sabemos o quanto improdutivo pode ser um trabalho assim, não sabemos? Arnold
não tinha idéia do que fazia naquela época não é mesmo? Oooops ! Um momento... Mas
que droga que estou escrevendo aqui?
Schwarzenegger tinha o melhor físico de sua época, e até hoje, muita gente não consegue
chegar nos seus patamares, isso com todas as novas metodologias de treino e uso de suplementação,
inexistentes na época, e antes que mencionem a palavra "esteróides", de
lá pra cá isso também não mudou muito. Aliás, se compararmos a estrutura dele com de
alguns fisiculturistas campeões dos dias de hoje, com seus estômagos dilatados, Arnold
ainda pode ficar a frente de muitos.
Nos dias de hoje, os atletas tem a seu lado uma série de recursos, diversos estudos feitos
em faculdades, milhares de teorias de treino elaboradas por teóricos (é, uns mal chegam
a 35 de braço, e nunca fizeram um agachamento na vida, mas isso é outra história...),
análises científicas feitas em faculdades, uso de ressonâncias magnéticas, enfim, várias
ferramentas a disposição. Arnold não tinha. Ele seguia seus instintos mais do que a razão.
E mais, se não saía do treino todo dolorido, sem problema, mudava a série, o exercício, a
intensidade, até que saísse com dor. Ah, e hoje? Levantamento Terra? Remada?
Agachamento? Não, nada disso. Os freqüentadores das academias não fazem porque ou
dói o joelho ou dói as costas.
Em sua "Encyclopaedia of Modern Bodybuilding", já editada no Brasil, ele indica vários
métodos de treino, todos visando estimular nosso corpo a crescer, mas infelizmente
desacreditados pelos inteligentíssimos instrutores das academias de hoje.
Bom, que tal então darmos uma checada nos métodos "errados" de treino do homem?

1 a 10
Método para ser utilizado no supino e na rosca direta.
Monte a barra com o peso que você, normalmente, só consiga fazer uma repetição.
Faça o Monte a barra com o peso que você, normalmente, só consiga fazer uma repetição. Faça o
movimento, e imediatamente retire peso da barra, de modo que seja possível com que
agora se façam duas repetições. Repita o processo para três repetições. Continue até
chegar a dez repetições. Vai totalizar 55 repetições. Moleza não é mesmo?

Eu Vou, Você Vai (I Go, You Go)
Outro método "divertido" de fazer rosca direta. Monta-se a barra W com um peso em que
você consiga executar algo entre 10 e 12 repetições. Após executar a primeira série, a
barra é imediatamente passada ao parceiro de treino, que deve tentar, ou fazer mais
repetições que você, ou empatar. Aí é ele que passa a barra para você. A brincadeira
segue até que vocês só consigam executar uma repetição. A barra nunca descansa, seja
em algum apoio, banco ou no chão. É de parceiro para parceiro, sem parar.

21
Já essa prática alguns instrutores estão mais familiarizados. De novo na rosca direta. Com
a barra montada, você executa metade do primeiro movimento, ou seja, ergue a barra da
posição inicial até a metade da altura, paralela ao chão. Faz isso 7 vezes. Sem parar, após
a sétima repetição, você sobe da metade até a parte final do exercício, e faz isso mais 7
vezes, só da metade até a parte final. Agora, novamente sem parar, a melhor parte. Você
faz 7 vezes o movimento completo. Pegou? 7 da parte inferior até a metade, 7 da metade
até em cima, e 7 com o movimento todo. 3 x 7 = 21, daí o nome. Alem da tortura, você
ainda treina matemática. E depois dizem que marombeiro é burro... Ah-ah...

Correndo o Suporte (Running The Rack)
Esse se assemelha ao conhecido "dropping set". E aqui cabe ressaltar que o mérito não é
do Arnold, mas sim do grande Vince Gironda, de quem o Joe Weider copiou toda aquela
metodologia de treinamento. A técnica vale para exercícios com halteres, como rosca
alternada para bíceps ou desenvolvimento para ombro. Você pega um par do suporte de
apoio (daí o nome do método) que usa normalmente para 10 ou 12 repetições e executa
até chegar a exaustão, em seguida pega outro par de 5 ou 6 kgs a menos e faz o
movimento até cansar, e segue assim, diminuindo os pesos dos halteres até não agüentar
mais, isso, claro, sem descansar.

Descanso e Pausa (Rest / Pause)
Execute um movimento até a exaustão, dá um descanso de alguns segundos, e tenta
mais uma ou duas repetições, mais uma pausa rápida, e mais uma repetição. Aí descansa
mesmo, de 30 segs a 1 minuto, e repete. Se for o caso, diminua a carga inicial antes de
repetir o processo.

Um Dia de Cura

"Foi a primeira vez que entendi que dor poderia ser prazer. Nós nos beneficiávamos da
dor, quebrando a barreira da resistência. Olhávamos essa dor como algo positivo, porque
crescíamos. Era uma sensação fantástica ganhar tamanho da dor. A idéia da dor se
tornava uma jornada de prazer".
Arnold falava dos resultados de suas sessões de treino na Alemanha. Ele e alguns
parceiros de treino carregavam o carro com pesos a dirigiam até algum bosque para
treinar ao ar livre. Limitavam-se a um exercício, e o faziam durante o dia todo.

Em um dia desses faziam agachamentos, no outro supino, e assim seguiam com essa
prática. A idéia era dar um choque no organismo e estimular o crescimento muscular.
Para o Arnold, se 10 séries de um exercício era bom, então 20 seriam melhores ainda.
Overtraining? A moçada da World Gym, onde o Arnold treinava, e todo mundo era
gigante, nem sabiam o que era isso.

Treino Duas Vezes por Dia

Enquanto muita gente sempre tem a desculpa de não ter tempo para treinar, Arnold
sugeria que se treinasse duas vezes no mesmo dia, método que usou enquanto serviu no
exército austríaco, e que acreditava ser um dos grandes responsáveis pelo seu sucesso.
Os teóricos de hoje são praticamente unânimes em dizer que se treine apenas uma hora,
ou menos por dia.
No auge de sua carreira como Mr. Olympia, ele chegava a treinar por três horas seguidas,
duas vezes por dia, seis horas de treino diários! Claro, sua genética era incomparável, e
tinha ajuda de esteróides, mas talvez seja a sua fome por crescer sempre que o separava
de todos os outros atletas.
Programa de treino - 2 x por dia:
Manhã e Noite
Dia 1) Costas e Peito
Dia 2) Perna
Dia 3) Ombro e Braço
Charles Poliquin, um dos grandes técnicos em musculação da atualidade, adaptou um
método inspirado no de Schwarzenegeer:
. No treino da manhã, muita carga e pouca repetição - 4 a 6 repetições.
. No treino da noite, pouca carga e muita repetição - 12 a 15 repetições.
. Cada sessão de treino com duração de 40 minutos
. Duas semanas de treino por uma de descanso

Filosofia de Treino

Arnold mudava constantemente sua rotina de treino. Mas sempre procurava seguir as
mesmas quantidades de séries. Eram cinco séries - 15, 10, 8, 6, 6. A primeira série era
para aquecimento, depois ia aumentando as cargas e diminuindo o número de repetições.
Ele acreditava que cinco séries eram o suficiente para o estímulo das fibras musculares, e
batizava as três últimas de "power training", com mais pesos e executadas no estilo dos
basistas - os levantadores de peso - com muita explosão.
É possível que você já tenha visto alguém executar algumas dessas técnicas, ou mesmo
utilizado por conta própria. A verdade é que muitas delas são reinventadas por novos
instrutores, e às vezes batizadas com nomes especiais para que causem alguma
impressão.

Como dizia Arnold:
"Nunca se satisfaça com seu desenvolvimento, aprenda a amar o desafio e procure
sempre estar faminto". "Pessoas normais são felizes com vidas normais. Eu era diferente.
Eu sentia que existia mais na vida do que se arrastar em um dia depois do outro... Eu era
mais rigoroso que muitos dos meus amigos porque eu queria mais, eu exigia mais. Eu era
mais faminto por sucesso do que qualquer pessoa que conhecia".

Arnold Schwarzenegeer

3 comentários:

  1. Não é atoa que é o meu ídolo! Que show de garra de persistencia, valeu Arnold!

    ResponderExcluir
  2. ha ai coisas k nao e errado nao
    como fazer os abdominais depois do treino, e mais repetições para definir mais a perna
    isso nao ta errado ta certo

    ResponderExcluir
  3. mANO APRENDE ESCCREVE..PQP......ALTO, E AUTO O BURRO....FISIOCULTURISTA??? VEM DE FISICO, FISICULTURISTA..PQP MEU....VC DEVE SE DAQUELES QUE TOMA SO BOMBA NE??? N SEGUE UMA DIETA RIGIDA, OU SEQUER FAZ ACOMPANHAMENTO MEDICO-NUTRICIONAL...A COPIA A PALAVRA AI PARA SEUS POSTS.....FLWS...FRANGO

    ResponderExcluir